terça-feira, 30 de abril de 2013

Melhores cosplays da Sailor Moon



Para quem não conhece a história, Usagi Tsukino é uma menina chorona, medrosa, comilona e comum. Num certo dia, no caminho para a escola, ela encontra um grupo de rapazes batendo numa gata de rua.

Usagi salva a gata e tira um penso da testa dela que escondia uma meia-lua. Mais tarde a gatinha aparece no quarto de Usagi e começa a falar com ela, apresenta-se como Lua (Luna em Portugal) e entrega-lhe uma missão: a de ser uma Sailor guerreira, defensora do bem, destinada a enfrentar demônios e unir-se com outras sailors para encontrar a Princesa da Lua que habita a terra. Usagi recebe um broche especial que a transforma na guerreira Sailor Moon quando ela grita "Pelo poder do Prisma Lunar". Sua arma especial é a Tiara Lunar, a qual ela lança dizendo "Tiara Lunar, ação". Mais tarde Lua dá-lhe uma caneta que permite-lhe transformar-se em qualquer tipo de profissional, basta dizer "poder lunar".

Vilão da Disney de carne e osso?




Não sei nem o que comentar aqui, porque, né... a foto já diz tudo!
Descobri que o nome do moço é Omar Borkan al Gala. O cara ficou conhecido por ter sido proibido de entrar na Arábia Saudita por ser lindo demais! Vê se pode!

Ben, me desculpe...mas acho que mudei de time!



Nah, brincadeirinha! :3

Da realidade para os contos de fada



Como eu sempre digo, por trás de toda ficção, há uma ponta de verdade! Eu já comentei antes sobre as versões originais de alguns dos contos de fadas, e hoje descobri que algumas delas realmente foram baseadas em pessoas e acontecimentos históricos.

E, não, a Ariel não é uma delas... pelo menos, não que eu tenha descoberto ainda. :3 Mas adorei esse cosplay, imitando umas das cenas mais clássicas do desenho! <3 br="">

Mas vamos lá para a curiosa listinha:


segunda-feira, 29 de abril de 2013

Tomate na cabeça e outras esquisitices japonesas



Que os japoneses são extravagantes, no ponto de vista ocidental, isso, ninguém pode negar! E eles amam salões de beleza e estar na moda. Durante séculos, o país tem sido obcecado por penteados, e até hoje continuam assim.

Esse estilo (da foto acima) é chamado de "Tomate maduro" ("kanjuku tomato" ou 完熟 トマト). Foi criado pelo estilista Hiro, em um salão de Osaka, localizado no bairro mais "hipster" da cidade, Amemura.

Alguém pode dizer que são penteados estranhos (e com certeza irão, por que, né...?), mas eles definem como interessantes e divertidas. Até pode ser, mas também são bizarros, convenhamos! E com certeza, nada convencionais. Mas não se preocupe, porque os adolescentes japoneses ainda não estão correndo por aí com "Tomate maduro" na cabeça. Ainda.

Bom, embaixo estão outros penteados feitos no mesmo salão. Parece até que estão disputando para verem quem consegue o penteado mais medonho! Eu sei que cultura é cultura, e não dá para comparar, e até acho incrível essa questão deles respeitarem o gosto pessoal de cada um (em grande maioria, pelo menos). Mas como uma boa ocidental, não dá para deixar de estranhar. >__<





Fonte: Kotaku

Inspiração: decoração



Mais uma dica de escrita: quando eu vou descrever algum cenário em minhas estórias, geralmente me baseio em lugares que conheço, ou em alguma fotografia que encontro na internet. Eu imagino mais ou menos o lugar que eu quero, vou no google, e busco uma que se aproxime mais do que imagino para poder olhar bem os detalhes e descrevê-la. Às vezes, também mesclo os detalhes de um foto com outra. Esse exercício já me salvou muitas vezes! Deixar tudo por conta apenas da imaginação, para descrever, nem sempre é uma boa solução, por que acabamos deixando detalhes importantes de lado, e o leitor pode não conseguir captar bem a imagem. E detalhes são importantes para criar na cabeça do leitor a imagem que queremos que ele veja. Claro que é preciso ter cuidado e parcimônia na hora de escrever seu cenário, pois detalhes demais também cansam.

Estou escrevendo uma fic com cenários parecidos a esses. Quartos em tons pasteis, com móveis antigos, cheios de rebuscados, e acabei me apaixonando por essas fotos (apesar de eu não ser muito chegada em cor-de-rosa)! Eu escolhi esse tipo de cenário porque quero dar um tom mais romântico para minha estória, e esses quartos são perfeitos. 

domingo, 28 de abril de 2013

A arte de Luis Royo



Quando eu tinha 15 anos, eu queria ser igual a ele. Ou melhor, igual as mulheres ilustradas por ele. Lindas, sexy e guerreiras. T___T Cheguei a fazer vários desenhos tentando copiar o estilo dele, mas, obviamente, nunca cheguei sequer aos seus pés! T_T

Este senhor (hoje com 59 anos) é, simplesmente, o meu preferido! Além de retratar mulheres poderosas, algumas endeusadas, agrega esse tom sombrio mesclando com o gótico e o medieval (combinação perfeita ♥). Ele é espanhol, conhecido, então, por suas pinturas sensuais (muitas têm cenas de sexo, outras com muito nudismo) entre formas mecânicas de vida. Ele produziu diversas pinturas, assim como capas de jogos, CDs, revistas etc. Além disso, ele também trabalha com esculturas. Algumas ele tenta solidificar (trazer à vida) suas pinturas. *_*

No site dele (aqui e aqui), é possível ver todo o trabalho dele, divididos em séries. Tem a série Tatoos, que era minha preferida (agora não sei mais dizer qual é!). Confesso que fiquei durante um bom tempo sem me atualizar dos trabalhos dele, tentando conhecer outros artistas, e esses dias quando fui dar uma olhada no portfólio dele, me espantei... Além de retratar mais homens (na "minha época" eles eram raríssimos), percebi que ele também tem sido muito influenciado pela cultura japonesa. Há vários trabalhos novos de mulheres orientais — muito lindos, mas acho que não tanto quanto os trabalhos mais antigos dele (por mais que ame a cultura japonesa)... Eu ia dizer que trouxe para cá meus favoritos, mas o trabalho dele é tão bom, que é dificílimo qual é o melhor! T_T Ah, e vale ressaltar que tudo isso é feito com tinta à óleo em tela. Não tem nada digital aqui!

Casas e teatro



Hoje fomos tomar mate no mesmo lugar de sempre, e descobrimos que ainda não conhecemos bem o local. Eu tive um pouco de resistência a ir outra vez lá, mas o namorado estava cansado para ir mais longe... ainda bem! Descobrimos um teatro numa ruazinha, parecia meio perdido naquela área residencial. É engraçado parar para pensar que no nosso próprio bairro, que julgamos conhecer (só por que passamos sempre pelas mesmas ruas), pode haver algo tão "surpreendente" e "escondido" assim.

Aquele teatro é legitimamente ao estilo grego. Dando uma pesquisada, descobri que ele foi projetado porque o dono da casa, que fica aos fundos, era apaixonado pela Grécia, e pediu para uma amiga arquiteta projetar a construção. O teatro nunca foi usado, infelizmente, e nem é aberto ao público. Acho que por pura extravagância do sujeito. Uma pena.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/zhzonasul/2010/01/19/a-historia-do-templo-grego-da-assuncao/

sábado, 27 de abril de 2013

A arte de Takato Yamamoto



Apesar de não ter absolutamente nada a ver com os tipos de ilustração que eu faço, sou muito fã desse cara. Há muito tempo babo sobre as ilustrações dele.

O Yamamoto tem um estilo bem particular, e fácil de se reconhecer. São ilustrações monocromáticas, sem uso de degradês, e são sempre fortemente carregadas por esse tom melancólico. Em sua grande maioria, traz a morte como tema principal, em cenas fortes, de decapitação ou mutilação de jovem belos. Acho que ele faz um critica ao culto à beleza e juventude. Ele mostra que somos escravos desse pensamento moderno.

Acho que tem muito a ver com a sexualização precoce também — que também não é um problema exclusivamente brasileira, é claro.
Sou fã porque as imagens são impactantes, detalhadas, e sempre me faz pensar numa história por trás das imagens. ♥

Japão em seminário



Hoje teve um seminário sobre a cultura Japonesa na faculdade, mas infelizmente não pude participar porque estava em aula, e porque só soube disso na hora do almoço (ou seja, não tive tempo para fazer inscrição). Havia um singelo cartaz numa parede informando que estava ocorrendo. T___T

Para me sentir menos excluída, resolvi criar meu próprio seminário (de uma pessoa só T___T) e trazer para cá algumas curiosidades que eu já sabia, outras que pesquisei.


Micro contos



Liberta

Uma carta de amor na caixa de correspondência ameaçava cair e ser esquecida pelo vento. Mas os passos apressados e ansiosos sapatearam para lá e para cá; e foram mais rápidos. Havia uma data e uma hora escrita no papel. Era o encontro que ela tanto esperava.

Antes do entardecer, ela já estava na frente do espelho reparando suas imperfeições.

"E se...?" As dúvidas lhe davam frio na barriga, lhe enxia de medo e insegurança, e chegou a cogitar desaparecer. Por fim, pegou sua melhor roupa para aquela estação — uma blusa florida, leve e solta como seu espírito se encontrava, apesar das amarras das incertezas. Mas ela conseguiu se desvencilhar daquele grilhões, e foi correndo ao local.

A praça estava pintada de cores pelo chão. Ela pegou uma flor, e a pôs em seu cabelo. Sentou num pequeno balanço para crianças e deixou-se brincar com o vento. E quando percebeu, o tempo passou e a noite engoliu o dia. Seu coração esfriou, e logo ela entendeu que ele não viria.

Enfim, não havia mais com o que se preocupar...

..............

Eu queria poder escrever mais contos como esse, e não me ater tanto as histórias longas, mas acho que não tenho talento para isso! Eu pensei bastante (ok, nem tanto assim x.x) para escrever esse conto aí de cima...Espero que alguém tenha entendido o que quis dizer... T____T

Enfim, estou estudando tipos de contos, e achei interessante trazer para cá. A quantidade é incrível. Desde contos longos, a micro contos sem palavra alguma. Parece piada, mas garanto a vocês que não é! Essa é uma modalidade que tem se difundido bastante, inclusive, graças à internet.

Querem um exemplo? Saquem só esse:
A vida e época do homem mais preguiçoso que já existiu
(por Stanley Bubien)
""
Entenderam? Aquela frase é o título, e o resto do conto é apenas aquelas aspas — o que está entre parênteses é o nome do autor. Parece algo meio tosco, mas se pararmos para pensar, até que não. Nessa combinação do título entre aquele símbolo, podemos concluir o quê? Que o homem mais preguiçoso que já existiu, então, não concluiu absolutamente nada em sua vida, porque era um belo preguiçoso, afinal de contas. E eis o conto, que com apenas o título, conta toda uma história. 

Coisa de preguiçoso, né? Mas pelo contrário, esse tipo de conto serve justamente para fazer o leitor pensar. 
Mais um micro conto:
Um dia na vida do homem que se vestiu como um urso.
(por Stanley Bubien)
"Não atire!"
Acho esse bacana também, porque nos faz imaginar toda a cena, e o que aconteceu com o cara antes disso. Por que ele se vestiu? Onde estava para ser confundido por um urso, e estar com uma arma apontada para ele? 

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Musica #40



No embalo de musicas de animes, me lembrei da trilha sonora do maravilhoso Sakamichi no Apollon T__T Essa música ficou dias na minha cabeça! My Favorite Things pertence, originalmente à diva Julie Andrews. Provavelmente, muitos de vocês nunca ouviram falar nela, mas a Julie já foi muito famosa e prestigiada com suas canções e performances no teatro. Eu achei algumas fotos maravilhosas dela, e resolvi trazer para cá também. :)

As ilustrações sexy de Hajime Sorayama



Hajime Sorayama é um ilustrador japonês, nascido em Ehime no Japão em 1947, conhecido por seus trabalhos de ilustração de formas humanóides e robóticas. Participou de vários projetos gráficos, incluindo o filme Spawn, do qual foi o artista de concepção, e teve seus trabalhos publicados em diversos livros, CD's, revistas e exibições.

Já faz um tempo que conheço o trabalho dele, e me espantei hoje por me dar conta de que não trouxe para cá muitos dos meus artistas favoritos nessa área — e vocês todos já estão careca de saber que tenho interesses em ilustrações...Então. acho que vou trazer mais sobre isso para cá, também. :)

Curiosidades sobre o nosso corpo




Isso veio parar na minha página no facebook, e como achei interessante resolvi trazer para cá. Acho que mais pessoas precisam saber sobre isso. Agora, se me perguntarem se tudo isso realmente funfa, já não sei. Sinceramente, tentei a número 5 e não deu em nada (sempre acordo com o nariz congestionado...essa dica teria caído como uma luva para mim T___T). Não sei se apenas não fiz direito, ou se é tudo balela mesmo...mas talvez alguém consiga... 

CURIOSIDADES SOBRE O NOSSO CORPO
(algo que precisamos saber)


1. Se você estiver com a garganta doendo, aperte seu ouvido:
Pressionando os nervos do ouvido, ele vai gerar um reflexo imediato nos espasmos da garganta e alivia o desconforto

2. Para ouvir melhor utilize apenas um lado da orelha:
Se você está em um clube e não ouvir bem o que as pessoas estão dizendo, vire a cabeça e use apenas a orelha direita, uma vez que ela distingue melhor as conversações, enquanto a esquerda identifica músicas de som.

3. Para resistir à tentação de ir ao banheiro pense em sexo:
Quando não resistir à vontade de urinar e não tiver um banheiro por perto, pense em sexo. Isso vai entreter o seu cérebro e reduzirá o estresse.

4. Provoque tosses para reduzir a dor:
Um grupo de cientistas alemães descobriram que quando você espirra, aumenta a pressão no peito e coluna vertebral, inibindo, assim, dores na coluna.

5. Se você estiver com o nariz entupido:
Pressione o céu da boca e o nariz. Toque o céu da boca firmemente com um dedo, segurando o nariz abaixo das sobrancelhas. Isso permitirá que as secreções possam se mover e você volta a respirar.

6. Quando você tiver com azia, durma sobre seu lado esquerdo:
Isto cria um ângulo entre o estômago e do esófago, de modo que o ácido não pode passar para a garganta.

7. Quando um dente dói esfregue um cubo de gelo em sua mão:
Você deve passar um pedaço de gelo na área, em um "v" que tem entre o polegar e o dedo indicador contra a palma da mão. Isto reduz em 50% a dor, pois este setor está ligado aos receptores da dor da face.

8. Quando você se queimar, pressione o ferimento com um dedo:
Após a limpeza da área afetada, pressione com a mão sobre a queimadura, assim ela retornará a temperatura inicial e evitará bolhas. (Para pequenas queimaduras, apenas)

9. Quando você estiver bêbado:
Repouse a mão sobre uma mesa ou superfície estável. Se você fizer isso, seu cérebro vai recuperar o sentido de equilíbrio e evitará que tudo gire ao seu redor.

10. Ao correr, respire quando o pé esquerdo pisar o chão.
Isto irá prevenir sentimento de comichão no peito, porque se você respirar quando você coloca o pé direito, fará pressão no fígado.

11. Se sangrar o nariz, empurre com o dedo:
Se você deitar com o sangue escorrendo poderá se sufocar, por isso é melhor pressionar o dedo sobre o lado do nariz quando você tiver sangramento.

12. Para controlar o batimento cardíaco quando você está nervoso
Coloque o polegar na boca e assopre, isso irá ajudar seu coração parar de bater tão rápido a partir da respiração.

13. Para aliviar uma dor de cabeça quando você bebe água gelada:
Quando você beber algo congelado, resfria o paladar e o cérebro interpreta. Então você deve colocar a língua no céu da boca para retornar à temperatura normal.

14. Previna a falta de visão quando você está na frente do PC:
Quando você coloca seus olhos em um objeto próximo, como um computador, a vista fica cansada e não consegue enxergar direito. Por isso, feche os olhos, contraia o corpo e prenda a respiração por um momento. Então, relaxe. Remédio santo.

15. Desperte suas mãos e pés adormecidos movendo sua cabeça:
Quando você dorme, um braço ou uma mão, gire a cabeça de um lado para o outro e sentirás a dormência passar dentro de 1 minuto. Os membros superiores adormecem pela pressão sobre o pescoço. Igualmente para pernas e pés, leva alguns segundos.

16. Uma maneira fácil de prender a respiração debaixo d'água:
Antes de mergulhar, fazer respirações muitos rápidos e fortes para fazer o sangue ácido desaparecer, pois isso é que causa a falta de ar.

17. Memorize textos à noite:
Tudo o que você ler antes de dormir, o mais fácil de lembrar ...

Quando alguém COMPARTILHA algum valor, Você se beneficia.
Então você tem a obrigação moral de compartilhar com os outros.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Música #39



Acho que ando sonhando acordada demais, ultimamente. Tenho escutado muitas baladinhas... Enfim, essa música faz parte da maravilhosa trilha sonora do anime Nana *_* Super recomendo que assistam, pois além da história incrível (que conta a história de duas moças com o mesmo nome, mas com personalidade completamente opostas), o OST é perfeito! O nome da moça que canta essa música é Olivia Lufkin. Ela nasceu no Japão, mas é filha de pai americano e mãe japonesa. Eu logo vi que os traços orientais dela não eram muito marcantes... (tive que bisbilhotar no wikipedia antes de comentar isso aqui). Como eu não conhecia a cara dela, fui pesquisar no google imagens, e achei umas fotos inspiradoras da moça! ♥








Gatinhos e Gatões



Dizem que a Internet sobrevive por causa dos gatos e pornografia, então, se os dois foram reunidos em uma imagem haveria uma explosão! E por incrível que pareça, alguém fez isso! o/ para nossa alegria, é claro. :D Alguns são realmente muito fofos, outro são simplesmente hilários! XD

Eu ia trazer apenas uma meia dúzia de imagens, mas eram tantas para escolher, que acabei trazendo várias. Mas quem quiser ver mais, é só acessar este link.


Praça da Matriz



Essas são algumas fotos que tirei da praça da Matriz, Domingo passado. Ainda ficou faltando algumas fotos que trarei mais tarde. Essa escultura aí, fica presa no alto de um prédio do governo. A bateria da minha câmera estava acabando, e por isso tive que ser bem seletiva quanto ao o que bater fotos...então, acabei optando por não tirar foto do prédio todo, mas apenas da escultura — que é o que tem de mais bonito ali...

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Filme: Oblivion



Lançamento: 12 de abril de 2013 (2h 6min)
Diretor: Joseph Kosinski
Elenco: Tom Cruise, Olga Kurylenko, Morgan Freeman
Gênero: Ação, Aventura, Ficção científica
Nacionalidade: EUA

Sinopse: 2077. Jack Harper (Tom Cruise) é o responsável pela manutenção de equipamentos de segurança em um planeta Terra irreconhecível, visto que a superfície foi destruída devido a confrontos com uma raça alienígena. O que restou da humanidade vive hoje em uma colônia lunar. Jack irá para este local daqui a duas semanas, já que está perto de terminar seu trabalho na Terra. Só que, um dia, ele encontra uma espaçonave que traz uma mulher dentro. Ao conhecê-la, tudo o que Jack sabe até então é posto em dúvida. É o início de uma jornada onde ele precisará descobrir o que realmente aconteceu no passado.

Eu em minhas estórias



Esses dias recebi uma mensagem privada no nyah — uma mensagem muito bacana quanto desconcertante (para mim). Até demorei alguns dias para responder, pensando bem no que dizer...

Cheia de simpatia, uma moça me revelou uma singela analise que fez sobre o que eu escrevia. Digo singela, pois ela não me apresentou muitos dos elementos pelo qual ela havia se baseado em sua percepção do que eu escrevia.

Enfim, ela percebeu que minhas personagens, em grande maioria, traziam um passado triste, ou como ela disse, são personagens cuja mãe não era muito afetuosa, além de que a própria personagem (no caso, a Sakura) tinha uma forte tendência a desacreditar no amor. Ela também percebeu que a personagem, não raramente, sofria algum tipo de abuso (físico ou psicológico) ou então elas tendiam a perder um ente querido, e ainda conseguia manter-se altruísta, sem abrir mão do amor, mesmo quando o perdia para a morte.

Depois de me apresentar essas características, ela supõe que eu tenha criado todas essas características com  base em experiência própria. 

Bom, eu resolvi trazer essa questão para cá, porque achei pertinente, e também talvez sirva como uma contribuição a mais eu possa oferecer para os que buscam dicas para escrever — até parece que eu sou uma grande fonte de sabedoria! só que não! E espero que ela não se importe por eu mencioná-la aqui (apesar de não estar dando nomes...)

Pois bem, como eu disse para ela, repetirei aqui. Não vou dizer que realmente o que escrevo não contenha um pouco de mim. Acho que todo mundo, quando escreve uma história, acaba se colocando no texto. Por mínimo que seja.  Mas asseguro que muita coisa do que escrevo é pura invenção (só não direi o que, pois não cabe aqui). Algumas coisas se refletem no que eu queria que minha vida fosse, como eu queria viver, o que eu queria que acontecesse comigo...outras, sim, são coisas que já aconteceram, mas sempre com uma boa pitada de exagero, para tornar mais interessante (minha vida é um tédio tão grande que não serviria nem pra poesia de rua!)... E acredito que é isso o que torna o enredo mais verossímil. Dessa forma, eu consigo ter um controle sobre o texto, tomando cuidado para não deixar que a história se torne surreal, ou "falsa" demais. — É engraçado falar em falsidade num texto fictício  não é mesmo? Mas eu já havia comentando antes sobre essa questão da verossimilhança aqui, e sua importância numa história.

Voltando à questão, sempre coloco essa mistura de coisas que já me ocorreram com o que eu imagino que poderia acontecer. E acho que é algo comum entre os que escrevem. A diferença é que algumas pessoas fazem isso com mais consciência do que as outras...E talvez, realmente, eu me coloque mais do que a maioria... por que, como eu digo, escrever é uma terapia para mim. Serve tanto para me desligar do "mundo real", quanto para me aliviar do estresse. Então, é bem possível mesmo que eu acabe me colocando em algumas palavras.

Mas pensem comigo, isso realmente não é algo tão incomum.... não que eu queira me comparar com eles (eu sei muito bem que estou MUITO longe deles), mas autores clássicos fazem isso. Machado de Assis, Clarisse Lispector, Josué Guimarães, Virginia Wolf, Charles Bukowski, entre muitos outros... todos eles se colocam bastante em seus textos. Então, cambada, tratem de se retratarem um pouco mais em suas histórias, pois isso só tem a agregar mais para vocês! :D

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Museu Militar









Nesse Domingo, fomos dar uma volta no centro da cidade, e acabamos entrando no museu militar! XD
Foi muito legal ver o que tinha lá dentro. Tanques de guerras, jipes, motos, carroças, metralhadoras... Dava pra entrar, inclusive, dentro dos tanques, mas os que eram permitidos estavam sempre cheio de gente, e não deu para entrarmos! :(  
Na verdade, eu já tinha ido lá, há uns dois anos atrás, e deu para notar algumas reformas que foram feitas. A começar pelo toldo no centro, que ficou muito bom, além dos vários ventiladores espalhados pelas paredes. Também pintaram algumas dessas paredes, além das grades, e acho que os tanques também receberam alguns ajustes.

Mas enfim, como o centro de Porto Alegre é cheio de prédios antigos, tirei algumas outras fotos que mostrarei no meio da semana. :)

domingo, 21 de abril de 2013

O que aprendemos com as princesas da Disney?

O site da BuzzFeed postou 21 uma lições que aprendemos com elas. Eu peguei as que achei mais legais para trazer pra cá, só pra descontrair. XD

O vestido certo te faz se sentir fabulosa!


Um par de brincos delicados e brilhantes fará com que qualquer garoto se esqueça de suas péssimas maneiras.

Sempre experimente um vestido antes de comprá-lo (ou, pelo menos, dance em volta dele).

Corte o seu cabelo, antes que a coisa saia do seu controle.

Se você quer aquela pinta da Cindy Crawford, 
você mesma pode fazê-la.

Tudo bem dar uma olhadinha no seu reflexo, sua linda!

A cor do céu determina quando o tempo 
está bom para secar o seu cabelo.

Os lábios vermelhos são clássicos.

Sempre faça o seu homem combinar o terno com seu vestido.

Não há vestido perfeito sem seu sapato que combine.

Um laço grande na cabeça sempre lhe dará aparência maligna.

Filme: Os Irmãos Grimm



Lançamento: 2005
Diretor: Terry Gilliam
Elenco: Matt Damon, Heath Ledger, Monica Bellucci
Gênero: Fantasia , Aventura
Nacionalidade: Reino Unido , EUA

Sinopse: Wilhelm (Matt Damon) e Jacob (Heath Ledger) são dois irmãos famosos pelos seus contos de fada, recheados de personagens mágicos. Eles percorrem a Europa comandada por Napoleão Bonaparte enfrentando monstros e demônios falsos em troca de dinheiro rápido. Porém, quando as autoridades francesas descobrem o plano deles, os coloca para enfrentar uma maldição real em uma floresta encantada, na qual jovens donzelas desaparecem misteriosamente.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Doll Maker

Eu estava viajando na maionese quando me deparei com um blog que trazia uma dessas bonequinhas, e me trouxe alguma nostalgia. Durante um BOM tempo (na época em que a internet ainda estava sendo descoberta) fui muito fissurada nelas. Havia sites que criavam mecanismos para o público montá-las, e lembro que passava a tarde toda brincando de fazer essas bonequinhas (eu tinha uns 13 ou 14 anos). Primeiro vieram umas menos detalhadas, eram meio toscas, mas tinham uma variedade de roupinhas incrível!  E logo em seguida, então, vieram as Candy Dolls (que tem esse estilo da imagem aí de cima), que são muito mais fofas, delicadas e mais detalhadas. E o mais legal delas é que dá para montar bonecas com looks das suas artistas favoritas. ♥ 

Eu tinha salvo todas as que eu fazia, inclusive, mas com as formatações da vida acabei perdendo-as. Havia muito tempo que não as via. Resolvi ir atrás dos sites que eu visitava, a maioria fechou, mas alguns ainda resistem. O Dollz Mania foi onde fiz essas das princesas (na época, não tinha essa opção). E tem o Elouai que já tem outro estilo dessas bonequinhas. Ah, e tem o Gorettyrocha que funciona também. 

Mais um pouco do Domingo passado

Depois do passeio pelo Parcão, fomos caminhar no calçadão em frente ao Shopping Barra, que faz margem com o lago Guaíba. A múmia aqui, ao invés de tirar fotos do calçadão também, não, acabei me esquecendo. ¬¬ Ficará para uma próxima (e o namorado que aguente xD) Mas tirei fotos do pequeno pier que construíram ali em frente. o/ E essas sombras engraçadas aí são minha e dele. ♥

Anime: Tsuritama



Título em Japonês: Tsuritama.Categoria: Série TV.
Episódios: 12.
Produtores: Aniplex.
Gênero: Comédia, Sci-fi, Shounen, Vida Escolar.
Duração: 23 min. por episódio.

Sinopse: O anime conta a história de quatro rapazes na ilha de Enoshima, são eles: Yuki, um estudante pouco comunicativo com descendência francesa; Haru, viciado em pesca e auto-proclamado extraterrestre; Natsuki, nativo da ilha e Akira um misterioso rapaz indiano que anda acompanhado do seu pato chamado Tapioca.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Qual foi a história mais marcante na sua infância?

18 de Abril, é dia nacional da literatura infantil!
Uma das histórias que mais marcaram a minha infância foi, sem dúvidas, a do Menino Maluquinho. Talvez muitos de vocês não conhece sua história (o que é uma pena), mas ele esteve muito presente na minha vida. Lembro que chegava em casa, da escola, e ia direto para tv assistir o seriado.

A história do Menino Maluquinho foi criada em 1980 (antes mesmo de eu nascer!) pelo desenhista e cartunista Ziraldo. Ela conta as travessuras de uma criança alegre e sapeca, "maluquinha", que nos fazia sonhar com uma infância mais divertida e pura. Eu lembro que a inocência do Menino Maluquinho nos cativava, e nos fazia sonhar com ele em suas aventuras. Eram histórias muito gostosas de assistir. 

E ele fez sucesso. Foi vendido até dezembro de 2006 mais de dois milhões e meio de exemplares (de acordo com o Wikipedia), servindo de inspiração para uma peça de teatro, filmes, histórias em quadrinhos e a série de TV de mesmo nome. E em 24 de outubro de 2010, o personagem completou 30 anos, no mesmo dia do aniversário de seu criador, Ziraldo.

Enfim, sempre que penso numa infância perfeita, a imagem do menino maluquinho, com a panela na cabeça, me vem em mente! 

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Inspiração #15


Algumas imagens para inspirar, porque estou precisando! T__T

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Desmascarando a Barbie




A ditadura da beleza continua a atormentar muitos por ai. Desta vez, temos o mexicano Eddi Aguirre que nos mostra que até mesmo a Barbie (simbolo de beleza e perfeição da cultura pop) também pode ser uma pessoa normal, gente como a gente, desconstruindo seu precioso rosto perfeito. Vejam, então, o resultado do "desrebocamento": marcas de expressão, manchas na pele (ou espinhas), poucos cílios, olheiras, dentes amarelo e aparelho odontológico.  Ah, e vários frizz no cabelo. :)

Dia do desenhista


Eu não trabalho com ilustrações, mas acho que seria legal trabalhar com isso, algum dia, quem sabe. De qualquer forma, FELIZ DIA, para os desenhistas e simpatizantes! o/

Resolvi colocar aqui um dos meus últimos desenhinhos (o antes e depois).  :3


Beleza Japonesa #2




Mais uma compilação de fotos do Japão! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...