domingo, 30 de setembro de 2012

Os Rejeitados - cap 2




"Bom... Talvez não fosse correto comparar a vida com uma roda gigante. De fato, ambas têm seus altos e baixos, e algo inesperado sempre pode acontecer. Mas o problema da roda gigante é que ela sempre nos dá uma mesma visão do cenário, pois ela não sai andando por aí sem rumo. Diferente da vida, que dá voltas, sem jamais ficar no mesmo lugar por muito tempo."





Indicação de anime - Kokoro Connect

Título em Japonês:  Kokoro Connect.
Episódios: 13.
Gênero: Ação, Comédia, Vida Escolar, Drama, Slice of Life.

Sinopse: 
Nesta comédia romântica segue um estranho fenômeno no Clube de Cultura Estudantil do Colégio Yamahoshi, começando com os cinco membros do clube, meninos e meninas, mudando de corpos uns com os outros.



Hello! Estou aproveitando que hoje é domingo (pé de cachimbo!) pra escrever aqui um pouco. A boa notícia, pra mim, é que essa semana estarei um pouquinho (mas só um pouquinho T__T) mais folgada.

Bom, vou falar rapidamente sobre esse anime, até porque estou recém vendo o final do quarto episódio. Tenho assistido ele de 10 em 10 minutos, mais ou menos, enquanto almoço.  Pra variar, o que me chamou a atenção foi a arte. Achei muito fofo.. Além disso gosto de Slice of life. Como a sinopse diz, esse grupinho de estudantes, amigos, começam presenciar um estranho fenômeno que parece acontecer somente entre eles. De uma hora para outra, eles acordam em outro lugar, e ao se olharem no espelho, se dão conta que trocaram de corpos entre si. É como se a alma deles fizesse uma migração. 

Como já disse, estou no inicio da série ainda, mas já me convenceu de seguir adiante nele. Além da simplicidade da vida estudantil, apresentada nessa série, ele conta com um toque de poesia, e questionamentos filosóficos de boteco (como costumo dizer). "Nosso corpo é parte da nossa identidade. Se trocarmos ele, deixaríamos de ser quem realmente somos?"  — achei esse questionamento interessante. 

Além disso, a série não se resume somente a isso. Há todo uma elaboração mais profunda das personagens, que, aos poucos, vão revelando segredos. Há uma pitada de mistério bacana. 

Enfim, não posso falar mais do que isso. Mas eu recomendo a quem curte esse tipo de história. :)

Ah, esqueci de mencionar um detalhe importante. No primeiro episódio, se não me engano, há uma cena em que uma das personagens tenta sensualizar, dando a impressão de que há algum hentai, ou ecchi. No inicio, fiquei na dúvida sobre qual seria a intenção do autor com essas cenas, mas depois entendi que ele estava apenas tentando aproximar a série da realidade. Afinal, é mais ou menos nessa idade que as pessoas começam a pensar em sexo, e falar sobre isso — como é no caso do episódio 4, em que eles confessam ter se masturbado pensando um no outro... Mas é tudo dito de forma natural, no meu ponto de vista. E isso é um plus, penso eu. E algo incomum nos animes atuais. Até agora, eu não tinha visto uma série que tratasse sobre isso entre jovens, dessa forma, mais casual. Achei muito interessante.


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Os Rejeitados



Podem me estrangular, e tudo mais! T___T Eu nem ia postar isso, mas quem escreve sabe como é bom postar nossas "marmotices". A ideia para essa fic já estava no papel a um booooooom tempo. Já tinha esboçado até uns 3 capítulos. E depois desse ultimo post falando sobre minha ausência, a saudade de escrever bateu ainda mais forte. A verdade é que ando tãaao atucanada com os afazeres do dia-a-dia (trabalho, faculdade, casa, família...) que mal tenho tido tempo para fazer o que gosto; mal tenho tempo para ter tempo pra mim, sabe? E isso é horrível. Tenho andado muito estressada e cansada. As vezes tenho vontade de atirar tudo pro alto e dizer: fod@-se! Vou morar da rua com meu pc, e viver só escrevendo!

T___T Mas não dá né? Gosto de celular, televisão, internet, comida, preciso comprar camisinhas...e tudo isso precisa ser pago ¬¬. aiuhaiuahauiahi. Mas enfim, fiz um esforcinho, e dormi menos só para escrever um pouco por noite. E essa semana teve feriado aqui em Porto Alegre (na quinta, e tirei folga na sexta \o/). Fiz trabalhos pra facul e pude escrever um "cadinho" mais. T_____T.

Não vou postar por enquanto no Nyah, porque nem sei se vou conseguir terminar logo em seguida essa fic. Se eu conseguir, postarei toda ela lá. Além disso, tenho a leve impressão de que ficou boring. Quem tiver saco pra ler até o final, me diga o que achou. Se merece ser continuada ou não (na real já tenho a continuação dessa parte, só preciso alterar alguns detalhes)... T__T

PS: ainda estou em dúvida quanto ao título...

E a fic é SasuxSaku, by the way! S2

Sinopse: Talvez não fosse correto comparar a vida com uma roda gigante. De fato, ambas têm seus altos e baixos, e algo inesperado sempre pode acontecer. Mas o problema da roda gigante é que ela sempre nos dá uma mesma visão do cenário, pois ela não sai andando por aí sem rumo. Diferente da vida, que dá voltas, sem jamais ficar no mesmo lugar por muito tempo. E então, vêm as surpresas: os segredos, a traição, o golpe de estado, o tiro que sai pela culatra mirando um coração... E então a alguém precisa ir atrás do passado para entender o futuro. E, talvez, eliminar tudo.

Gêneros: ação, drama, romance. 
 

domingo, 16 de setembro de 2012

Some explanations....



Bom, não sei se alguém ainda olha isso aqui, mas como consegui um tempinho para vir até aqui, resolvi aproveitar a deixa para me desculpar pela repentina ausência.... 

Ahm... antes eu trabalhava em casa, o que me possibilitava arranjar meu próprio horário de acordo com minha vontade/necessidade. Por isso eu conseguia escrever bastante. E antes disso, trabalhei durante alguns anos num laboratório de pesquisa (não cientifica), mas fazia pouca coisa lá dentro, apesar de ficar 8 hora confinada lá dentro. E foi nessa época que surgiu meu filho mais querido — Incógnita. Eu escrevia bastante lá, quando ficava ociosa, o que não era raro.

AGORA, no entanto, as coisas mudaram drasticamente. Comecei a dar aula de inglês para crianças pequenas, durante a tarde — ou seja, saio de casa, e fico o tempo todo de olho nas crianças — e de lá vou direto pra facul. E isso é algo extremamente cansativo e estressante. E nos sábados, ainda tenho aula pela manhã e tarde. Praticamente, não tenho mais tempo para mim mesma. Chego em casa e só consigo pensar em apodrecer na cama. Por isso sumi da internet...T__T só quem me tem no facebook é que ainda consegue trocar algumas palavras comigo, de vez em quando, e porque acesso da facul (na maioria das vezes). 

Por um lado, isso tem sido muito bom para mim, por várias razões, mas por outro, fico bastante triste por não ter tempo para fazer o que gosto de fazer. Mas como a faculdade não dura para sempre (pelo menos, espero poder conseguir terminá-la logo), gosto de pensar que ainda voltarei a escrever. Com certeza, até lá, vocês não se lembrarão mais de mim, mas enfim... T__T *momento drama*. Lamento muito MESMO por isso. Conheci gente maravilhosa aqui e no nyah, troquei palavras divertidíssimas com outras... vou sentir muita falta mesmo. Aliás, já sinto. T____T

Vou deixar minhas fics lá no nyah...e não sei o que vai ser deste blog... na verdade, eu queria poder escrever minhas fics aqui (ja vi alguns blogs maravilhosos de fics), mas ainda não sei. Por enquanto, acho que ele vai ficar parado, ou eu poste alguma bobagens de vez em quando. Mas as resenhas, com certeza não acontecerão mais por tomarem muito tempo, além de que quase não tenho mais lido nada também...

Enfim... se alguém ainda quiser trocar alguma ideia, ficarei mais do que feliz em respondê-los, como sempre. Talvez eu demore um pouco, mas juro que responderei.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...